Taxa INCC aumenta para 0,75%



  

Um imóvel na planta é o desejo de muitas pessoas, principalmente devido ao atual boom imobiliário no Brasil. As condições do mercado estão favoráveis às pessoas que têm pretensão em sair do aluguel ou mudar de uma casa térrea, assobradada e outras para apartamentos.

O indexador utilizado para o reajuste de parcelas de imóveis adquiridos na planta, contemplando financiamento durante o período de obras, é o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A taxa de variação do indicador acelerou de 0,44% para 0,75% entre março e abril deste ano.





Três componentes integram o INCC e apenas um deles, Mão de Obra, registrou alta no período, de 0,27% em março para 1,16% este mês. O índice no grupo Materiais e Equipamentos desacelerou de 0,64% para 0,40%, ao mesmo tempo em que no grupo Serviços houve arrefecimento de 0,46% para 0,21%.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *